CidadeDestaque

Central Integrada de Fiscalização da SSP-AM interdita dois estabelecimentos e notifica quatro por irregularidades

Entre as irregularidades identificadas pelos agentes estão ausência de Auto de Vistoria e furto de energia elétrica

FOTOS: Divulgação/SSP-AM

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) coordenou uma Central Integrada de Fiscalização (CIF) entre a noite de sábado (21/10) e a madrugada deste domingo (22/10). Os agentes dos órgãos que participaram das ações integradas encontraram diversas irregularidades nos estabelecimentos localizados nas zonas norte, centro-sul e na área central de Manaus. Ao todo, a CIF fiscalizou seis bares e estabelecimentos noturnos, dos quais dois foram interditados.

Localizado no bairro Cidade Nova, um dos estabelecimentos que não cumpria as normas para funcionamento foi notificado pelo Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) por não possuir documento de Auto de Vistoria (ACVB). Os agentes da Visa Manaus identificaram ausência de licença sanitária e lavraram um auto de infração.

O mesmo local também foi notificado pelo Implurb por obstrução de logradouro. A Amazonas Energia encontrou desvio de energia elétrica e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) interditou o estabelecimento pela ausência de licença para uso de equipamento amplificado.

A CIF também esteve na região central de Manaus. Um bar localizado na rua José Clemente, no Centro, foi alvo de fiscalização. O local funcionava sem alvará e foi interditado pelos servidores do Implurb, que também notificaram o estabelecimento por obstrução de logradouro. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o bar não possui Auto de Vistoria (ACVB) e Auto de Conformidade de Processo Simplificado (ACPS). Irregularidades também foram encontradas pela Visa Manaus, como audiência de licença sanitária; e pela Amazonas Energia, cujo acesso foi negado à medição interna.

Além desses, outros quatro estabelecimentos foram alvos de fiscalização pelos agentes que integraram a CIF. A Amazonas Energia encontrou irregularidades em todos os locais que vão desde notificação para regularização de padrão a recolhimento de ramais que são utilizados para ligações clandestinas. Já a Semmas interditou um segundo estabelecimento que fica localizado no bairro Flores, por ausência de licença municipal para uso de equipamento amplificado em estabelecimento comercial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *