DestaqueSaúde

FVS-RCP fortalece vigilância de controle de vetores para municípios do Amazonas

Curso é desenvolvido em duas semanas

A programação ocorre no auditório Marilúcia Pessoa da FVS-RCP, em Manaus – FOTO: Lucas Macedo/FVS-RCP

Para fortalecer a vigilância entomológica no interior do Amazonas, a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), vinculada à Secretaria de Estado e Saúde do Amazonas, inicia, nesta segunda-feira (21/08), o curso de Entomologia Aplicada aos Programas de Controle de Endemias. A programação ocorre no auditório Marilúcia Pessoa da FVS-RCP, em Manaus.

O curso é voltado para Agentes de Combate às Endemias (ACE’s) que atuam no interior do estado. O objetivo é capacitar os profissionais de saúde em programas de controle a doenças, como malária, dengue, chikungunya, zika, febre amarela, leishmaniose, e doença de Chagas. 

A duração do treinamento é de duas semanas com carga horária de 80 horas. Essa qualificação será dividida em duas turmas: a primeira, para este mês de agosto, e a segunda prevista para fevereiro de 2024. O planejamento da FVS-RCP é que representantes dos 62 municípios do Amazonas recebam o treinamento até o fim do primeiro semestre de 2024.

Nesta primeira turma, estiveram representados 13 municípios do Amazonas: Alvarães, Barcelos, Canutama, Coari, Guajará, Japurá, Jutaí, Lábrea, Maués, Santa Isabel do Rio Negro, São Gabriel da Cachoeira, Santo Antônio do Içá e Tefé.

A diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, destaca que o treinamento é uma estratégia para fortalecer a implantação e atualização da vigilância entomológica no Amazonas. 

“Entendemos que é de extrema importância o contato da fundação com esses profissionais, principalmente, em uma área tão estratégica como a entomologia. Por isso, saliento que a FVS-RCP segue dando todo o apoio necessário para a qualificação de cada profissional”, enfatiza a diretora. 



O subgerente de Entomologia no Departamento de Vigilância Ambiental (DVA) na FVS-RCP, Ronildo Baiatone, acrescenta sobre a importância da atuação precisa na vigilância entomológica nos municípios. “É importante a capacitação dos municípios na vigilância entomológica, pois permite que essas cidades gerem indicadores que são importantes para orientar as ações de controle vetorial”, ressaltou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *