Polícia

CENAS FORTÍSSIMAS: Suspeito na m0rte de casal de pastores tem língua cortada na cadeia

O homem que está preso preventivamente era ex-genro das vítimas que foram enterradas em uma cova

Venezuela – Kelvin José Zambrano Urrieta, 27, preso suspeito de matar Esteban Obdulio Márquez, 50, e Petra Yolimar Jaramillo, 45, foi interrogado, espancado e teve a língua cortada por outros detentos dentro de uma cadeia. As vítimas eram um casal de pastores de uma igreja cristão no estado de Monogas, na Venezuela, e os corpos foram encontrados enrolados em um lençol. O homem era ex-genro dos pastores.

LEIA TAMBÉM:

Em imagens que circulam nas redes sociais, Kelvin está rodeado por outros detentos que querem saber mais sobre o crime que ele cometeu. Como o homem se nega a falar sobre o assunto, ele é espancado e tem a língua cortada pelos companheiros de cela. A morte dos pastores causou revolta na cidade de Temblador. A investigação da polícia apontava que Kelvin já tinha sido denunciado pelos sogros por agressões contra a filha deles que era casada com o homem.

Os corpos deEsteban e Petra foram encontrados no dia 23 de julho, enrolado em lençóis, enterrados em uma cova no fundo da casa onde eles moravam. Os corpos já decompostos foram desenterrados por uma comissão do Corpo de Investigações Científicas, Criminais e Criminais (Cicpc) para iniciar as investigações pertinentes ao caso que deixa em estado de choque a referida população.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *