DestaqueEducação

Mais de 60 mil alunos da rede pública realizarão a prova do Sadeam 2023

No total, 1.080 escolas públicas municipais e estaduais participarão da avaliação voltada para os estudantes do 2º ano do Ensino Fundamental 

FOTOS: Divulgação/ Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar 

Entre os dias 23 de outubro e 10 de novembro, mais de 60 mil alunos da rede pública de ensino do Amazonas realizarão a 16ª prova do Sistema de Avaliação Educacional do Amazonas (Sadeam). Estes estudantes são do 2º ano do Ensino Fundamental, de 1.080 escolas estaduais e municipais, da capital e do interior do estado.

Assinaram o termo de adesão em regime de colaboração para o ICMS da Educação. Os principais pontos positivos a partir da implantação do sistema de avaliação para o ICMS da educação são: análise temporal da evolução da aprendizagem (anual); tempestividade dos resultados; ampliar a participação dos estudantes; indicadores baseados na nossa realidade e melhor utilização dos indicadores no enfrentamento das desigualdades educacionais.

O resultado das provas do Sadeam, além de fazerem parte do Programa Amazonas + Alfabetizado, lançado em agosto pelo governador Wilson Lima e pactuado com os 62 prefeitos em evento com a presença do ministro da Educação (MEC), Camila Santana, também compõe um dos cinco  itens de condicionalidades para que os entes federados possam concorrer a receber os recursos da complementação Valor Aluno/Ano por Resultados (VAAR).

Realizada desde o ano de 2008, a prova do Sadeam tem o objetivo de medir o desempenho escolar dos estudantes para oferecer subsídios para a reformulação de políticas públicas e contribuir para a composição do Índice de Desempenho Educacional do Amazonas (Ideam) e da Distribuição de Rateio do ICMS Educação (DREI).


A prova do Sadeam também atua no diagnóstico dos níveis de aprendizagem, medindo a qualidade do trabalho desenvolvido nas escolas da rede pública.

Escola Almirante Barroso



Uma das 1.080 escolas que realizarão a prova do Sadeam é a Escola Estadual de Tempo Integral (Eeti) Almirante Barroso, localizada no Bairro Adrianópolis, zona centro-sul de Manaus.

A escola vem se preparando para a realização da prova com mini simulados e com as provas da Avaliação de Verificação da Aprendizagem do Amazonas (Avam), utilizando os mesmos descritores do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), que acontecerá no mesmo período.

A diretora da Eeti Almirante Barroso, Zaira Esper, reforçou que a prova do 

Sadeam também é uma avaliação importante, pois permite avaliar o trabalho que vem sendo feito e contribui para uma melhor qualidade de ensino para os alunos.

“Toda avaliação é importante, pois avalia o trabalho de todos e principalmente o nível de aprendizagem dos alunos. Precisamos fazer com que nossos estudantes avancem cada vez mais e melhor”, falou a gestora.

A estudante Isabella Ribeiro, de 7 anos, é uma das alunas da Eeti que vai realizar a prova. Ela contou que os mini simulados têm a tranquilizado para as provas, pois se familiariza com as questões e respostas.

“Eu gosto de fazer os simulados. Antes, eu ficava mais nervosa. Mas, agora, quando eu começo a ler, eu sei a resposta e então fico feliz”, contou Isabella.

Amazonas+ Alfabetizado

Em agosto de 2023, o Governo do Amazonas juntamente com as prefeituras municipais, assinaram o termo de adesão em regime de colaboração para o programa Amazonas + Alfabetizado e ICMS da Educação. Os principais pontos positivos a partir da implantação do sistema de avaliação para o ICMS da educação são: análise temporal da evolução da aprendizagem (anual); tempestividade dos resultados; ampliar a participação dos estudantes; indicadores baseados na nossa realidade e melhor utilização dos indicadores no enfrentamento das desigualdades educacionais.

O resultado das provas do Sadeam também compõe um dos cinco  itens de condicionalidades para que os entes federados possam concorrer a receber os recursos da complementação (Valor Aluno/Ano por Resultados (VAAR). O VAAR é uma complementação da União ao Fundeb, que utiliza indicadores de qualidade educacional como parâmetros definidos pelo  INEP para distribuição dos valores com base em dados do Censo Escolar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *