CidadeDestaque

Em Beruri, Wilson Lima acompanha trabalhos de força-tarefa e fala em audiência pública para definir rumo de famílias afetadas

 Governador fez sobrevoo na comunidade do Arumã e visitou famílias

FOTOS: Mauro Neto / Secom

O governador Wilson Lima acompanhou, na manhã desta quinta-feira (05/10), os trabalhos da força-tarefa do Governo do Amazonas na comunidade do Arumã, em Beruri (a 173 quilômetros de Manaus), onde um desbarrancamento ocorreu no último sábado (30/09). O governador fez um sobrevoo na região e também acompanhou de perto o trabalho dos bombeiros e a entrega de uma nova remessa de ajuda humanitária às famílias afetadas.

Na ocasião, Wilson Lima destacou que desde as primeiras horas do ocorrido, no último sábado (30/9), determinou a criação de uma força tarefa para atender a população atingida pelo desastre natural e destacou que o Governo do Estado seguirá atuando na área. Ele afirmou que, em um segundo momento, deverá realizar uma audiência pública para definir quem pretende permanecer morando próximo do local ou na sede do município.

“Nesse momento, o trabalho inicial é de procura pelas pessoas que estão desaparecidas. Nossos homens estão lá, inclusive mergulhadores, para saber o que é possível resgatar. Vamos trabalhar até o limite do que for possível para dar resposta para a comunidade. Estamos abrigando, junto com a Prefeitura, essas pessoas. Já entregamos cesta básica, kit dormitório, kit higiene, frutas e toda assistência social”, explicou Wilson Lima.

Ainda de acordo com o governador do Estado, em um segundo momento, o foco será o trabalho de reconstruir a vida das pessoas afetadas.

“Vamos fazer uma audiência pública para ouvir a comunidade. Tem pessoas que querem continuar na comunidade ao lado, que é a comunidade São Lázaro. Já autorizei a construção de uma escola. Já estou vendo um terreno para ser limpo e para ser feito um loteamento”, afirmou Wilson Lima, ressaltando que esse processo será discutido com a Prefeitura da cidade.

Acompanhando o governador e coordenando a força-tarefa na área, o comandante do Corpo de Bombeiros do Amazonas (CBMAM), coronel Orleilso Muniz, informou que as equipes com bombeiros, mergulhadores, assistentes sociais e de outras áreas seguirão auxiliando no local.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *