CulturaDestaque

Show gratuito da Amazonas Band une ritmos caribenhos com jazz, nesta quarta-feira

O show faz parte da “Série Legados” que a Amazonas Band realiza como homenagem aos artistas que destacam o ritmo caribenho

FOTOS: Divulgação/ Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa

A mistura de ritmos caribenhos com jazz ganha destaque no show gratuito da Amazonas Band, nesta quarta-feira (27/09), a partir das 19h, no Teatro da Instalação, localizado na Rua Frei José dos Inocentes, s/nº, no Centro. O evento é uma realização do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Amazonas.

O show faz parte da “Série Legados” que a Amazonas Band realiza como uma homenagem aos artistas que destacam o ritmo caribenho em suas apresentações. O espetáculo vai mesclar música e muitas interações com o público, com o regente da Band, Rui Carvalho, abordando sobre instrumentos, ritmos, autores, arranjadores e histórias sobre a música caribenha.

No repertório constam as músicas “Slow Visor – Cha Cha Cha”, de um dos maiores pianistas de todos os tempos, o porto-riquenho Eddie Palmieri, com arranjo de Rui Carvalho; “Ran Kan Kan – Mambo”, do compositor, arranjador e percussionista Tito Puento; “Tequilla – Mambo”, de Daniel Flores, com arranjo de Rui carvalho; “Rhythm of Our World”, de Arturo Sandoval, que faz um medley de vários ritmos latinos”;  “Cuando Vuelva a Tu Lado”, de Maria Grever, com arranjo de Rui Carvalho”; “Guataca City”, do grande artista cubano, saxofonista e clarinetista Paquito D’Rivera; e “Oye como Va”, de Tito Puente.

“A Série Legados apresenta shows com músicas do Caribe. São quatro concertos em formato de diálogo com o público, onde apresentaremos músicas caribenhas e vamos conversar mostrando um pouco da história do jazz com os ritmos caribenhos”, explica o maestro Rui Carvalho.

Os espetáculos serão comentados sobre cada uma das composições, época, escola, autores e arranjadores. O objetivo é expandir o conhecimento sobre uma forma de expressão cultural que, ao longo do século 20, foi a que mais influenciou e se deixou influenciar por outros gêneros e culturas. “É um processo de circulação em nível global do qual a cultura – e em particular o jazz -, desempenham papel primordial”, comenta o regente da Amazonas Band.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *