Polícia

VEJA VÍDEO: Garoto de programa assassin4 cliente e usa cabeç4 para acessar conta bancária

Brasil – Um jovem de 22 anos, que segundo a Polícia Civil (PC) é garoto de programa, foi preso nesta segunda-feira (25) acusado de assassinar um arquiteto, que também era professor e mestre universitário, em Goiânia.

LEIA TAMBÉM:

O crime foi descoberto depois que o funcionário de um banco percebeu que uma mão segurava a cabeça da vítima durante uma tentativa de reconhecimento facial para liberar transações financeiras por aplicativo de celular.

José Henrique foi preso por agentes da Delegacia Estadual de investigações Criminais (Deic), nas proximidades do prédio da vítima, no Setor Oeste.

Quando abordado, ele confessou o crime. Dentro do apartamento, os policiais encontraram a vítima, que além da profissão, teve somente a idade divulgada: 64 anos.

O arquiteto foi enforcado no banheiro e estava com um crucifixo nas mãos. O detido afirmou que tinha a intenção de voltar ao apartamento para acionar a polícia para então dizer que o homem havia cometido suicídio.

Segundo a polícia, o latrocínio (roubo seguido de morte), foi praticado durante a madrugada, e, na manhã seguinte o suspeito fez compras com cartões da vítima em um camelódromo de Campinas.



Os itens adquiridos e bens subtraídos da casa do arquiteto foram recuperados na cada do garoto de programa, no Jardim das Esmeraldas, em Goiânia.

Segundo a Polícia Civil, José Henrique já possui antecedentes por furto e estelionato, e, por isso, mentiu o nome quando foi abordado.

A PC diz ter decido divulgar o nome e a imagem dele por acreditar que novas vítimas possam reconhece-lo.

“A divulgação da imagem do preso foi procedida nos termos da Lei nº 13.869/2019 e da Portaria nº 547/2021 – PC, conforme despacho do(a) delegado(a) de Polícia responsável pelo inquérito policial, de modo que a publicação de sua imagem possa auxiliar no surgimento de novas vítimas e testemunhas que façam seu reconhecimento, além de novas provas”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *