DestaquePolítica

Com 16 anos de atividades, Escola do Legislativo da CMM oportuniza aprendizado para servidores e público externo

Servidores líderes em certificados celebram serviço que garante acesso ao conhecimento

Ampliar o acesso ao saber e, consequentemente, as oportunidades a quem busca se preparar para o mercado é um dos principais objetivos da Escola do Legislativo Léa Alencar Antony, da Câmara Municipal de Manaus (CMM), que completa 16 anos nesta terça-feira (12/09).

Servidores “campeões” em cursos EAD ofertados pela escola exaltam o serviço para garantia do conhecimento, tanto para o quadro interno quanto para a população em geral.

É o caso do coordenador de Gestão de Pessoas Eli Custódio, de 57 anos. Servidor da Casa há 15 anos, Eli concluiu mais de 20 cursos que agregam à função que desempenha na Câmara Municipal, entre eles Inteligência Emocional, Lei Orgânica do Município e Regimento Interno.

Segundo o coordenador, o interesse pelas aulas online disponibilizadas pela Escola do Legislativo surgiu ainda na pandemia da Covid-19, quando muitas modalidades foram adaptadas ao formato à distância.

“Na pandemia nós estivemos recolhidos e eu particularmente comecei a ver os cursos, essa nova relação com os estudos. Foi quando se desenvolveu esse grande ‘boom’ de cursos online, de você conseguir administrar o teu próprio horário”, explicou.

Ele considera o serviço essencial para a população de Manaus, seja pela gratuidade como pelo formato simples empregado nas videoaulas.



“É muito importante e acho muito interessante porque você tem uma plataforma que disponibiliza cursos gratuitamente. Você pode acompanhar dentro do seu tempo, dentro da sua disponibilidade. É um conselho que dou para as pessoas aproveitarem quando as oportunidades aparecerem, porque elas aparecem”, ressaltou Eli Custódio.

Eli Custódio defende a praticidade dos cursos EAD

Esforço – O técnico em refrigeração Jofa Júnior, de 36 anos, também é um dos servidores da CMM com maior número de certificados. Em aproximadamente um ano e meio, segundo Jofa, ele finalizou 28 cursos lançados na programação da Escola do Legislativo.

“Eu passei madrugadas muitas vezes estudando, porque a gente sempre tem que buscar o melhor e conhecimento nunca é demais”, afirmou o técnico, que considera cada certificado um troféu.

“Indico para todo mundo fazer, não só pela quantidade de certificados, mas pelo conhecimento. Hoje você sempre tem que estar buscando conhecimento, então é muito importante e eu fico muito feliz. Comecei lá atrás, há um ano e meio, e agora tudo isso. Chegar aqui me deixa muito feliz”, finaliza.

Jofa Júnior exibe com orgulho os certificados conquistados

Escola do Legislativo – A Escola do Legislativo da CMM completa 16 anos nesta terça-feira (12/09), atingindo a marca de mais de 44 mil certificados emitidos em cursos EAD somente em 2023. De janeiro a agosto, na gestão do presidente Caio André (Podemos) à frente da CMM, foram mais de 200 mil inscrições na plataforma.

De acordo com números da Escola do Legislativo, ao todo foram emitidos 44.443 certificados nos oitos primeiros meses de 2023, ou seja, aqueles cursos concluídos pelos alunos, tanto servidores quanto o público externo. No momento do registro, cada pessoa tem direito a se inscrever em até três cursos dos mais de 90 ofertados na lista.

A Escola do Legislativo Vereadora Léa Alencar Antony foi instituída no âmbito da Câmara Municipal de Manaus (CMM) no dia 12 de setembro de 2007 pelo então presidente da Casa, vereador Leonel Feitoza, por meio da Resolução 049/2007.

A Escola do Legislativo foi denominada Vereadora Léa Alencar Antony em homenagem à primeira vereadora do parlamento, e surgiu com o objetivo de oferecer conhecimento e suporte conceitual de natureza técnico-administrativa às atividades da Câmara Municipal de Manaus.

Fotos: Divulgação – Dicom/CMM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *