DestaquePolítica

Câmara Municipal de Manaus aprova em 1ª discussão reajuste da data-base de servidores do IMMU

Projeto de Lei deve ser encaminhado para a sanção do prefeito David Almeida após votação nesta quarta-feira (23/08)

Durante a reunião ordinária realizada nesta terça-feira (22/08), os vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM) aprovaram, em 1ª discussão, o Projeto de Lei (PL) nº 414/2023 que trata sobre o reajuste de 12,47% dos servidores do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) referente à data-base de 2021/2022.

A pauta, que já havia sido discutida pelos parlamentares durante a Sessão Plenária de segunda-feira (21/08), contando com a presença de agentes do IMMU, retornou ao plenário Adriano Jorge durante a reunião ordinária aberta nesta terça-feira, pelo presidente da CMM, vereador Caio André (Podemos), para a votação do Projeto de Lei do Executivo Municipal.

Caio André já havia assumido o compromisso com os servidores de colocar a pauta em discussão o mais breve possível, devido ao anseio dos trabalhadores do órgão.

“Nós precisamos dessa celeridade para que, ainda este mês, os funcionários do IMMU possam perceber em seus salários esse tão sonhado aumento”, disse Caio André.

O PL foi aprovado em 1ª discussão por unanimidade. Os vereadores Rodrigo Guedes (Podemos), Lissandro Breval (Avante), Raulzinho (PSDB), Jander Lobato (PP), Gilmar Nascimento (Sem partido), Marcel Alexandre (Avante), Sassá da Construção Civil (PT), Fransuá (PV), Elan Alencar (DC) e William Alemão (Cidadania) utilizaram o tempo de discussão para enfatizar a importância desta votação para os servidores.

Para o presidente do Sindicato dos Agentes de Trânsito e Fiscais de Transporte de Manaus (Sindtran Manaus), Rafael Cordeiro, a agilidade da tramitação do PL na Casa Legislativa é uma vitória da categoria.



“Nós estamos pleiteando essa demanda já há algum tempo e o que nós tivemos de retorno da Câmara (Municipal de Manaus) é extremamente importante e, sim, é uma vitória, porque vai trazer uma reparação salarial aos servidores que buscam a reparação da data-base”, disse Rafael.

A previsão é de que o PL nº 414/2023 volte ao plenário para a votação em 2ª discussão nesta quarta-feira (23/08) e, então, ser encaminhado para a sanção do prefeito de Manaus David Almeida.


Foto: Mauro Pereira – Dicom 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *