DestaqueEntretenimento

Campeões da Categoria Ouro do 65º Festival Folclórico do Amazonas serão conhecidos nesta segunda-feira (31/07)

Os 64 grupos folclóricos e os seis bois-bumbás de Manaus vão disputar a vaga para permanecer na Categoria Ouro em 2024

Na próxima segunda-feira (31/07), serão conhecidos os campeões da Categoria Ouro do 65° Festival Folclórico do Amazonas. A apuração das notas dos jurados acontecerá no auditório Daniel Gentil do Centro Cultural Povos da Amazônia (CCPA), avenida Silves, Distrito Industrial (antiga Bola da Suframa), em dois horários: às 10h, dedicado aos grupos folclóricos, e às 14h, aos bois-bumbás de Manaus.

O festival é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, em parceria com a Prefeitura de Manaus. No CCPA, durante 13 dias, foram avaliados por oito jurados, os 64 grupos folclóricos das Danças (Nordestina, Nacional, Internacional e Regional), Garrote (Tradicional e Regional), Quadrilhas (Tradicional, de Duelo, Alternativa e Cômica), Cirandas, Tribos e Cacetinhos.

Outros doze jurados, no Sambódromo, vão avaliar os bois de Manaus na modalidade Master B, que são o Clamor de um Povo, Tira Prosa e Brilhante e, na modalidade Master A, os bois Galante de Manaus, Corre Campo e Garanhão.
Até chegar aos campeões, há todo um processo para garantir a lisura do resultado que vai desde a escolha dos jurados, ao transporte e armazenamento das notas, que ficam sob a responsabilidade do Comando Geral da Polícia Militar do Amazonas. As notas só serão divulgadas no dia da apuração com a presença de representantes da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, dos grupos folclóricos e dos bumbás.

O secretário de Cultura, Marcos Apolo Muniz, afirma que a idoneidade de todo processo que envolve as notas das apresentações, é uma das características vitais para dar continuidade à tradição folclórica.

“Chegamos à 65ª edição do festival, considerado o mais antigo do Estado, posto que se deve a vários fatores, como a organização, a equipe técnica envolvida, o apoio financeiro do Governo do Estado aos grupos folclóricos, um corpo de jurados técnico-artístico comprometido e a transparência da secretaria de cultura”, disse Marcos Apolo. “Todos os anos, os grupos participam com novas produções, temas inovadores, mas sempre preservando a essência do folclore popular”, continua o secretário.

Cada modalidade é avaliada segundo requisitos diferenciados. Os grupos folclóricos e bumbás disputam o lugar mais alto do pódio da Categoria Ouro do 65º Festival Folclórico do Amazonas e lutam contra o rebaixamento para as categorias prata e bronze. Entre os requisitos de avaliação, estão, ritmo, harmonia, coreografia, destaques, indumentárias, apresentador, entre outros; comuns aos demais grupos.



Sigilo

Uma das integrantes da Comissão Organizadora da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Cieny Farias, explica que a lisura de todo processo vai desde a escolha dos membros.

“São professores, mestres e doutores atuantes nas instituições de ensino do estado, faculdades, instituições públicas e organizações não governamentais de cunho cultural. Temos profissionais de diversas áreas do conhecimento, como antropologia, artes visuais, teatro entre outras”, cita Cieny, responsável por acompanhar a banca de jurados.

“A secretaria oferece toda estrutura, vai buscá-los e deixá-los em casa, não tem contato com o público, ficam em uma sala e, quando vai iniciar o festival, eles seguem para as cabines”, conta.

O sigilo acompanha o decorrer de cada noite de apresentação, quando formulários com as notas são assinados pelos jurados e os membros da comissão organizadora da secretaria de Cultura, posteriormente, acomodados (original e cópia) em envelopes lacrados e transportados ao Comando Militar de Manaus.

FOTOS: Marcio James (Secretaria de Cultura e Economia Criativa)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *