DestaqueInternacional

Estados Unidos anunciam imposição de sanções contra o Irã após ataque a Israel

Os Estados Unidos anunciaram nesta quarta-feira (17/4), a imposição de novas sanções contra o Irã depois do ataque de drones sem precedentes deflagrado contra Israel no último fim de semana.

A informação foi divulgada pelo conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, Jake Sullivan. “Após o ataque sem precedentes do Irã a Israel, o presidente Joe Biden coordenou com os aliados e parceiros do G7 para impor novas sanções“, diz a nota.
Segundo Sullivan, as medidas visarão particularmente “o programa de mísseis e drones, entidades que apoiam o Corpo da Guarda Revolucionária Islâmica e o Ministério da Defesa iraniano“.

Além disso, os EUA “continuarão a trabalhar em todo o Departamento de Defesa e no Comando Central para fortalecer e expandir ainda mais a defesa aérea e antimísseis em todo o Oriente Médio” e não “hesitarão em tomar medidas, em coordenação com aliados e parceiros em todo o mundo, responsabilizar o governo iraniano pelas suas ações prejudiciais e desestabilizadoras“.

O anúncio é feito no dia em que o presidente de Israel, Isaac Herzog, reuniu-se com os ministros das Relações Exteriores da Alemanha, Annalena Barbock, e do Reino Unido, David Cameron, que chegaram ao país para discutir a situação no território, e agradeceu “pelo apoio dado ao país em relação ao repreensível ataque do Irã“.

Na ocasião, o chanceler britânico pediu que o G7 impusesse “sanções coordenadas” contra o Irã após o ataque. “É claro que os israelenses estão tomando a decisão de agir”, afirmou Cameron, acrescentando que o Reino Unido “espera que sejam tomadas medidas para garantir que a situação se agrave o menos possível“.

Por sua vez, Herzog enfatizou que “o mundo inteiro deve trabalhar com determinação e coragem contra a ameaça representada pelo regime iraniano que está tentando minar a estabilidade de toda a região“.

Ele disse ainda que “Israel é inequívoco no seu compromisso de defender o seu povo” e o “regresso imediato a casa de todos os reféns mantidos cativos pelo Hamas em Gaza continua a ser uma prioridade absoluta para nós e para a comunidade internacional“.



Após o ataque do último fim de semana, um funcionário do governo americano disse que a resposta de Israel a Teerã incluirá “um ataque limitado” ao território iraniano.

Mais cedo, inclusive, o Irã evacuou completamente algumas das suas bases na Síria, enquanto outras serão evacuadas apenas à noite, quando Teerã teme que seja mais provável que ocorra um ataque israelense, informou o Wall Street Journal, citando fontes locais.

De acordo com a publicação, o Corpo da Guarda Revolucionária Islâmica adotou “medidas de emergência” para as suas instalações em toda a Síria. As fontes destacaram ainda que apenas alguns membros permaneceram para proteger os arsenais de armas, enquanto a maioria foi evacuado.

*Com informações AFP e Metrópoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *