DestaqueEducação

Estudantes de Itacoatiara conquistam título de Jovens Embaixadores do Oceano e garantem bolsa do CNPq

Os alunos desenvolveram um projeto que consiste na análise do impacto da estiagem às comunidades residentes próximo ao Lago do Canaçari

O Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti) Dom Jorge Edward Marskell, localizado no município de Itacoatiara (distante 176 quilômetros de Manaus), foi selecionado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) para receber cinco bolsas de Iniciação Científica Júnior (IC Jr) e uma bolsa Apoio Técnico em Extensão no País (ATP-A), e dar continuidade a pesquisa desenvolvida na escola sobre o impacto das mudanças climáticas nas comunidades próximas ao Lago Canaçari.

Participando do edital Feira de Ciências Escola Azul 2023, os alunos da 2ª série do Ensino Médio desenvolveram o projeto “Desvendando o Futuro da Pesca na Amazônia: Respostas às Mudanças Climáticas e à Seca dos Rios”, que consiste na visita a comunidades próximas ao Lago do Canaçari. A escola é a primeira do Amazonas a integrar o Programa Escola Azul e a All-Atlantic Blue Schools Network, coordenado pelo Maré de Ciência/Unifesp.

O Ceti Dom Jorge Marskell foi uma das três escolas da Região Norte, sendo a única do Amazonas, a ser contemplada com as premiações do edital Escola Azul 2023. Os estudantes que foram contemplados com a bolsa IC Jr e o professor orientador que foi selecionado para a bolsa ATP-A receberão a quantia de R$300 e R$700 pelo período de 8 e 4 meses, respectivamente.

A diretora escolar do Ceti, Maria do Socorro Brasil, explicou que a escola, constantemente, costuma enviar projetos e que este, em especial, foi muito abraçado pelos estudantes, porque eles puderam se enxergar como cidadãos itacoatiarenses e indivíduos vivendo pela primeira vez um período de grande estiagem.

“O Ceti Dom Jorge Marskell ficou imensamente feliz por estar oportunizando aos alunos a iniciação à pesquisa. Indo in loco, pesquisando, conhecendo a realidade do Amazonas e do município de Itacoatiara e tendo este grande resultado”, disse a diretora.

Feira de Ciências e Escola Azul



Realizado pelo Programa Maré de Ciência, em parceria com o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco – Brasil), o Programa Escola Azul acontece com o objetivo de promover a cultura oceânica nas escolas.

O “Escola Azul” busca responder ao desafio de engajar a sociedade na Década das Nações Unidas da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável, declarada pela ONU de 2021 a 2030, para promover as ações necessárias para atingir as metas da Agenda 2030 e da sustentabilidade.

A partir desse objetivo, a Feira de Ciências do Ceti Dom Jorge Marskell dialogou com o tema “Ciências Básicas para o Desenvolvimento Sustentável”. Nela, os estudantes puderam compartilhar suas perspectivas, ideias e descobertas obtidas nas visitas a comunidades próximas ao Lago Canaçari.

Conversando com pessoas residentes nestes locais, os alunos desenvolveram a pesquisa abordando as questões de estiagem e como elas impactam o transporte e a alimentação, além das consequências da grande seca do Lago Canaçari em 2023.

Jovens Embaixadores do Oceano

A partir de toda a atividade desenvolvida na Feira de Ciências, o Ceti enviou a metodologia, a temática e todas as ações que foram realizadas com o decorrer do projeto.

Após a análise do CNPq, os estudantes Larissa Soares, Rafael Figueiredo, Eliaquim de Moraes, Analy Serrão e Zeina Ehm, bem como o professor orientador Leandro Rodrigues, que leciona a disciplina de Biologia, foram contemplados com o prêmio em bolsas do CNPq para desenvolver a proposta do Clube de Cultura Oceânica e também receberam o título de Jovens Embaixadores do Oceano.

A aluna da 3ª série do Ensino Médio, Analy Serrão, 17 anos, contou que foi uma experiência enriquecedora para os outros estudantes e para ela, pois permitiu que pudessem enxergar de perto o impacto da estiagem e das queimadas, além de questões que eles não tinham muito conhecimento como a migração realizada pelos peixes para reprodução ou em períodos de seca.

“Ao ouvir do professor Leandro, nosso orientador, que a escola havia sido contemplada e que nós alunos iríamos receber as bolsas do CNPq foi uma alegria contagiante de dever cumprido. Fiquei muito feliz e fiquei muito grata por ter essa experiência maravilhosa”, disse a aluna.

FOTOS: Arquivo/ Ceti Dom Jorge Marskell

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *