Polícia

VEJA VÍDEO: Pistoleir0 m4ta dono de academia na frente das funcionárias; veja vídeo

Brasil – Uma tragédia abalou a comunidade na noite de quarta-feira (25) quando o proprietário de uma academia de ginástica foi brutalmente assassinado a tiros dentro de seu próprio estabelecimento.

LEIA TAMBÉM:

As imagens chocantes capturadas pelas câmeras de videomonitoramento revelaram o momento angustiante em que o atirador chegou e lançou um ataque mortal, deixando a vítima sem chances de defesa.

Segundo informações da Brigada Militar, o crime ocorreu por volta das 22h, na Avenida Getúlio Vargas, no bairro Bela Vista.

As imagens do sistema de videomonitoramento flagraram o atirador entrando no estabelecimento de forma discreta, trajando um blusão com capuz e um boné de aba vermelha.

Os detalhes sobre a identidade do atirador permanecem desconhecidos até o momento.

O ataque aconteceu rapidamente, quando o atirador se aproximou da recepção da academia e abriu fogo contra o proprietário.



O primeiro disparo ocorreu enquanto a vítima estava de pé, atrás do balcão, e, logo em seguida, o atirador prosseguiu com uma enxurrada de tiros, totalizando seis a oito disparos, todos direcionados ao dono da academia, que já estava caído no chão.

Após o ataque, o criminoso fugiu apressadamente, enquanto clientes apavorados tentavam se proteger do terrível incidente. Uma aluna da academia, assustada e possivelmente ferida durante o ataque, recebeu atendimento médico e foi encaminhada a um hospital.

As autoridades não divulgaram informações sobre a natureza de seus ferimentos, se ela foi baleada ou feriu-se durante o caos que se instaurou no local.

O caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Alvorada, mas será posteriormente encaminhado para a Delegacia de Homicídios, onde prosseguirão as investigações.

A polícia recolheu um computador e um celular pertencentes à vítima para perícia, a fim de investigar se o dono da academia enfrentava ameaças ou desafetos que pudessem ter relação com esse ato de violência inimaginável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *