DestaqueEducação

Representantes do MEC e MMA participam de reunião da Comissão de Educação Ambiental do Amazonas

 27ª Reunião Extraordinária da Ciea discutiu políticas públicas voltadas à educação

FOTOS: Euzivaldo Queiroz / Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar 

A Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental (Ciea/AM), realizou, nesta quinta-feira (19/10), na sede da Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar,  localizada na zona sul de Manaus,  a 27ª reunião extraordinária da comissão. Durante o encontro, que contou com a presença de representantes dos ministérios da Educação (MEC) e do Meio Ambiente (MMA), foram abordadas políticas públicas e ações formais e não-formais voltadas à educação ambiental no Amazonas. 

A atividade debateu, ainda, as ações de planejamento voltadas ao 8º Congresso Lusófono de Educação Ambiental dos Países de Língua Portuguesa (EAlusófono), que será realizado em 2025, em Manaus. 

A coordenadora de Educação Ambiental (CEA) da Secretaria de Educação, Thelma Prado, destacou a importância de dialogar com as diversas instituições voltadas à educação ambiental, além de fortalecer as parcerias com as esferas federal, estadual e municipal. Ela explicou que o principal objetivo do encontro é fortalecer a parceria, para atender as pessoas que estão nos municípios mais distantes. “A Secretaria de Educação busca potencializar essas ações dentro da Ciea, para que a gente minimize os impactos e mantenha a floresta de pé para as gerações futuras”, pontuou Thelma. 

Congresso Lusófono de Educação Ambiental 

O diretor de Educação Ambiental do MMA, Marcos Sorrentino, falou sobre a construção coletiva acerca do 8º Congresso Lusófono de Educação Ambiental dos Países de Língua Portuguesa, importante evento que antecede a 30ª Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP-30). 

Sorrentino explicou que a tarefa do ministério é articular, junto a todas instituições, ações para que seja um evento potente, com condições para influenciar a COP-30. “O nosso foco é uma educação ambiental que alcance milhões de pessoas, visto a necessidade de mudanças, para que seja possível a continuidade da vida em sua extensão e diversidade”, concluiu Sorrentino. 



A coordenadora-geral de Educação Ambiental para a Diversidade e Sustentabilidade, do MEC, Rita Silvana Santos, afirmou que, enquanto integrante do órgão gestor da política nacional de educação ambiental,  o diálogo e  a construção coletiva com a Ciea é fundamental considerando que educação ambiental é uma ação pedagógica e uma prática que precisa estar presente em todas as instituições educativas. “Hoje, nós estamos iniciando o planejamento do 8º EALusófono e é indispensável construir com a população, seja a partir da escola ou a partir de outros espaços formativos, consciência e ação para evitar e para prevenir os efeitos extremos gerados pela mudança do clima”, concluiu Rita Silvana Santos.

Visita

Os representantes do MMA e do MEC realizaram uma visita ao Centro de Mídias de Educação do Amazonas (Cemeam) da Secretaria de Educação, que atua nos 62 municípios do Estado, realizando a transmissão de aulas on-line para estudantes em comunidades ribeirinhas, rurais e áreas remotas de todo o Amazonas. Eles conheceram os estúdios, conversaram com educadores e conheceram de perto como são produzidas aulas, bem como a interatividade do ensino mediado por tecnologia, que atualmente atende quase 30 mil alunos.

Durante a Pandemia, o Programa “Aula em Casa” foi transmitido, via Centro de Mídias da Secretaria de Educação, para mais de 7,5 milhões de estudantes de todo o Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *