DestaqueEconomia

Governo do Amazonas anuncia ampliação do apoio à produção industrial de farinhas de trigo

Secretário Serafim Corrêa informou aos executivos do grupo Ocrim, durante visita ao complexo fabril, que o Estado incentivará a cadeia de produção local de produtos alimentícios

Fotos: Bruno Leão/ Sedecti

Durante a visita à fábrica do grupo Ocrim, detentor da marca Trigolar, localizado na Colônia Oliveira Machado, zona Sul da cidade, nesta quarta-feira (18/10), o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Serafim Corrêa, conheceu de perto a produção de farinhas de trigo para panificação, confeitaria, pizzaria, linhas orgânicas e integrais no Polo Industrial de Manaus (PIM). Ele também afirmou que o Estado já está trabalhando para incentivar a cadeia de produção de farinhas de trigo no Amazonas.

A empresa tem o plano de ampliar os investimentos na indústria do Amazonas. Para o secretário da Sedecti, Serafim Corrêa, os avanços da fábrica do grupo Ocrim são importantes para o desenvolvimento do estado e podem alavancar a produção local e gerar emprego e renda para muitos trabalhadores. 

“Estivemos na fábrica do grupo Ocrim, que tem um porto próprio. Ela traz o trigo em grãos e no final sai o trigo refinado. Quero parabenizar o grupo e que novos investimentos venham para que se possa ter mais saúde, equilíbrio, arrecadação, mão de obra e desenvolvimento do nosso Amazonas”, declara. 

O presidente do grupo Ocrim, Amedeo do San Marzano, afirmou que a fábrica está instalada em Manaus antes mesmo da Zona Franca começar com o grande movimento econômico. Ele explica que o grupo faz constantes investimentos em tecnologia, treinamentos e programas de qualidade. 

“Estamos desde 1961, sempre acreditando no Amazonas e no desenvolvimento deste estado. E queremos permanecer por muitos anos trazendo alimentos de qualidade para o povo amazonense”, declarou. 

O secretário Serafim esteve acompanhado da secretária-executiva adjunta de Relações Institucionais da Sedecti, Tayana Rubim. 



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *