DestaqueEducação

Projeto de literatura promove o contato de alunos surdos e surdos-cegos com a lenda do boto cor de rosa

Iniciativa da EE Augusto Carneiro dos Santos já está na 5a edição, todas com temáticas distintas

FOTOS: Eduardo Cavalcante/ Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar

A Escola Estadual (EE) Augusto Carneiro dos Santos, zona sul de Manaus, finalizou mais uma edição do projeto Literatura Surda. Com o tema “A Lenda do Boto Cor de Rosa”, os mais de 25 estudantes do Ensino Fundamental 1 (1º ao 5º ano) da instituição finalizaram, com apresentações musicais e de dança, o projeto que foi desenvolvido durante todo o ano letivo de 2023, na sala de leitura da unidade.

A quinta edição do projeto “Literatura Surda” iniciou com a escolha da história que seria explorada pelos estudantes. Após a definição da lenda do boto cor-de-rosa, a professora-orientadora do projeto, Maria Tereza Uchôa, contou que apresentou todos os acontecimentos da narrativa para os estudantes, com ferramentas pedagógicas inclusivas. 

“Buscamos sempre ser muito visuais quando vamos trabalhar com o vocabulário da história, usando muitas figuras. É possível enxergar o crescimento deles, quando nos contam a lenda por meio dos desenhos, explorando também a disciplina de Artes. O caminho é sempre estar entre o visual e o concreto”, enfatizou a professora. 

Com uma decoração lúdica, marcada por itens amazônicos e uma representação em tamanho real do boto cor-de-rosa, os estudantes participaram de uma imersão aos elementos que compõem a lenda estudada na sala de leitura. O espaço, inclusive, segue em funcionamento durante todo o ano letivo, mesmo após o término desta edição do projeto Literatura Surda. 

Entre os temas desenvolvidos nas últimas edições do projeto literário da EE Augusto Carneiros dos Santos, estão as histórias do Saci-pererê, João e Maria, Chapeuzinho Vermelho e a lenda do Guaraná. 

Libras



Com atendimento específico para estudantes  com deficiência auditiva, sendo eles surdos ou surdo-cegos, a EE Augusto Carneiro dos Santos oferece o Ensino Bilíngue, com a oferta da Língua Brasileira de Sinais (Libras) aos discentes durante a rotina escolar, e para os responsáveis dos alunos, por meio de um curso gratuito de Libras, oferecido nos turnos matutino e vespertino. A vivência com a Libras representa muito para o aluno, ressaltou a diretora da unidade de ensino, Haydeê Carneiro. 

“Com tudo o que fazemos, o primeiro contato deles é por meio da Libras. Essa é a língua materna dos nossos estudantes. Por mais que a gente ensine a Língua Portuguesa escrita, o aprendizado sempre acompanha a Libras”, destacou a diretora. 

Na capital, a EE  Augusto Carneiro dos Santos é uma das quatro unidades de ensino da rede pública estadual que oferecem, exclusivamente, a modalidade da Educação Especial aos alunos com deficiência. Entretanto, todas as escolas da rede estão aptas para receber todos os alunos. Em 2023, por exemplo, mais de 7,1 mil alunos com algum tipo de deficiência estão matriculados nas escolas da Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *