CulturaDestaque

Estrelado por pessoas idosas, “Estórias que meu pai contou” encanta o público no Teatro Amazonas

Espetáculo abriu as atividades da Operação Virtude 2023

FOTOS: Arthur Castro/Secom 

Exaltando as tradições, a música, a dança, os “causos” e a religiosidade do povo ribeirinho amazonense, o espetáculo “Estórias que meu pai contou” encantou o público do Teatro Amazonas em apresentação única, na segunda-feira (02/10). Na ocasião, o espetáculo realizado pela passagem do Dia Internacional da Pessoa Idosa abriu as atividades da operação Virtude 2023.

Apresentado pelo Grupo de Teatro Renascer Izael Tavares, da Fundação Universidade Aberta da Terceira Idade (FUnATI), o espetáculo mostrou, por meio de cenas e músicas e muito bom humor, a relação do ribeirinho com os rios e florestas. A peça é estrelada por pessoas idosas.

De acordo com a professora e coordenadora do grupo de teatro, Lilian Machado, o “Estórias” mescla o lúdico com a realidade dos alunos atores, levando suas próprias experiências ao palco.

“O espetáculo é uma coletânea de ‘causos’, histórias e situações que alguns desses idosos passaram. Dentro de um laboratório teatral, nós colocamos todas as histórias que foram trazidas para este espetáculo. Ele fala de lendas, mitos, do nosso caboclo ribeirinho, da vida bucólica, traz um pouco da religiosidade, preocupação com rios, mata, floresta”, conta a professora.

‘Estória’ do interior

A peça conta a história da jovem Lindalgilsa, que se apaixona pelo misterioso Zezinho. Eles superam os obstáculos para viver um grande amor numa pequena comunidade do interior do Amazonas. No papel de Lindalgilsa, a atriz Marizeth Brasil relata a experiência de estrelar o espetáculo no palco do Teatro Amazonas.



“O espetáculo veio diretamente para mim. Toda a história é como se fosse a minha. Como vim de Parintins, meus avós contavam essas histórias para a gente, hoje é diferente, tem outras maneiras de contar as histórias para os nossos netos. É um presente para mim. É a terceira vez que estou pisando no palco do Teatro Amazonas. A Lindalgilsa para mim foi um presente, estou amando fazer”, relata a atriz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *