DestaquePolítica

Aluna da rede estadual de ensino representa o Amazonas em lançamento de programa do MEC 

Durante a participação, Manuela Herculano, da EETI Petrônio Portella, enalteceu as políticas públicas educacionais do estado

FOTOS: Ricardo Stuckert/Presidência

A rede estadual de ensino do Amazonas esteve representada, na solenidade de lançamento da estratégia nacional do programa “Escolas Conectadas”, do Ministério da Educação. Durante o evento, a aluna Manuela Herculano, 17 anos, discente da Escola Estadual de Tempo Integral (EETI) Senador Petrônio Portella, zona centro-oeste de Manaus, enfatizou as políticas públicas que promovem ciência, tecnologia  e oportunidades dentro das instituições públicas de ensino do Amazonas. 

“Eu sou fruto da escola pública e são políticas públicas como a criação das Salas Maker, que possibilitaram aos estudantes, como eu, o contato com a ciência e tecnologia”, afirmou a jovem destacando a importância dos laboratórios de robótica – Espaço Maker, do projeto “Fazer para Aprender”, implantados pelo governador Wilson Lima, em 51 escolas da rede pública estadual. 

Ainda durante o discurso, a aluna agradeceu ao governador Wilson Lima e a secretária de Estado de Educação e Desporto Escolar, Kuka Chaves, que estavam presentes na solenidade, que aconteceu na terça-feria (26/09), em Brasília, por estimularem e investirem em ciência e tecnologia no ambiente escolar.

“Tenho certeza que o ‘Escolas Conectadas’ dará melhores condições de ensino. São muitos lugares que precisam de internet e recursos na área da tecnologia”, comentou a estudante destacando a atuação da secretária nacional de educação básica, do MEC, Kátia Schweickardt, conhecedora da realidade amazônica. 

Como exemplo das iniciativas que disseminam ciência e tecnologia, a aluna amazonense também citou o projeto “Robótica Sustentável”, do qual a discente participa, na EETI Senador Petrônio Portella. 

“A fala da Manuela nos emocionou, muito orgulho dela, da professora Tatiane e dos nossos profissionais da educação. Quero agradecer o governador Wilson Lima pelo apoio e pelo projeto de educação que tem sido desenvolvido no Amazonas e, principalmente, parabenizar a todos os professores e profissionais da nossa rede. Com esse trabalho, nesse nível, estamos muito bem representados”, destacou a secretária de Educação, Kuka Chaves.



A solenidade culminou com a assinatura do plano nacional, por parte do presidente da república, Luiz Inácio Lula da Silva. O planejamento firmado prevê investimentos totais de R$8,7 bilhões para universalização da conectividade na educação básica de todo o país até 2026.


Sobre o  projeto

FOTOS: Diego Peres/Secom

Realizado como matéria eletiva do Novo Ensino Médio (NEM), o “Robótica Sustentável” da EETI Senador Petrônio Portella, proporciona que os alunos produzam, por meio de impressora 3D, protótipos e objetos a partir de materiais reciclados. A professora-orientadora do projeto, Tatiane Figueiredo, também esteve na solenidade do MEC e falou sobre o sentimento.

“A tecnologia na educação encurtou distâncias, eliminou barreiras e tem o potencial de globalizar o conhecimento. Utilizá-la no dia a dia escolar, para tornar o ensino mais dinâmico, é uma garantia de sucesso”, compartilhou a professora. 

Atualmente, o Brasil tem cerca de 138,3 mil escolas básicas de ensino, sendo que 8 mil estão desconectadas e outras 119 mil contam com internet em velocidade insuficiente para uso pedagógico, conforme os dados nacionais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *