DestaqueEconomia

Parceria com o Inmetro busca acreditação de laboratórios de pesquisa da UEA e Uespi

Também será incentivada a formação de profissionais nas áreas da metrologia e qualidade

Foto: Divulgação/UEA

Com o objetivo de fomentar a acreditação de laboratórios de pesquisa, a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), a Universidade Estadual Piauí (Uespi) e o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) assinaram, nesta quinta-feira (31/8), um termo de cooperação. A parceria integra o Programa Regional de Desenvolvimento da Infraestrutura da Qualidade (ProdIQ) lançado pelo instituto.

A assinatura ocorreu durante o seminário “A Qualidade e as práticas de sustentabilidade”, realizado pela Associação Brasileira de Avaliação de Conformidade (Abrac) e pelo Inmetro. O evento compõe, ainda, a agenda da 31ª reunião da Assembleia Geral da Cooperação Interamericana de Acreditação (Iaac).

Por meio do programa, além da acreditação dos laboratórios, será incentivada a formação de profissionais nas áreas da metrologia e qualidade nas regiões Norte e Nordeste do país. A cooperação possibilitará o acesso das equipes da UEA e da Uespi à infraestrutura laboratorial, aos recursos humanos e às iniciativas acadêmicas do Inmetro.

O reitor da UEA, André Zogahib, explica que a expectativa é, por meio da parceria, colocar a universidade em um patamar diferenciado no âmbito da pesquisa e desenvolvimento.

“A UEA é uma universidade com professores altamente qualificados, bem como que o seu corpo técnico administrativo e laboratórios que, de fato, são de extrema qualidade, como o laboratório de química analítica. A acreditação mostra um trabalho que vem sendo executado na nossa UEA e que pode oferecer serviços e políticas públicas de excelência para a sociedade”, disse.

O presidente do Inmetro, Márcio André Oliveira Brito, afirma que o lançamento do programa visa transformar o cenário atual, em que apenas 9% dos laboratórios acreditados pelo Inmetro estão nas regiões Norte e Nordeste.



“A nossa intenção é que os laboratórios acreditados, ao passar do tempo, aumentem seus escopos para atender também os ensaios que são necessários serem realizados a produtos fabricados na Zona Franca de Manaus. Ao passo que também estamos lançando um programa de certificação de origem, precisamos agregar valor aos produtos que são produzidos”, comentou.

Segundo o reitor da Uespi, Evandro Alberto, a cooperação representa um marco histórico para o país. “Esse avanço simboliza desenvolvimento para o Norte e Nordeste. Nossas instituições poderão desenvolver, cada vez mais, pesquisa com qualidade para a população”, finalizou.

A mesa de honra da solenidade foi composta, ainda, pelo presidente do Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Amazonas (Ipem-AM), Renato Marinho Bezerra Júnior, representando o governador do Amazonas, Wilson Lima; pelo presidente da Associação Brasileira de Avaliação de Conformidade (Abrac), Synésio Batista da Costa; o superintendente ajunto executivo da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), Luiz Frederico Oliveira de Aguiar; a presidente do Iaac e chefe da Divisão de Desenvolvimento de Programas de Acreditação do Inmetro, Andréa Melo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *