DestaquePolítica

Caio André defende Zona Franca e faz duras críticas contra governador de Minas Gerais

Parlamentar rebateu posicionamento de Romeu Zema, que sugere criar uma frente de ‘protagonismo’ do Sul e Sudeste

O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Caio André (Podemos), classificou como um “show de desinformação” as falas do governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), que busca criar uma frente de “protagonismo” dos estados do Sul e Sudeste.

Em suas redes sociais, o parlamentar afirmou, nesta segunda-feira (07/08), que a postura do governador é uma “aparente incansável perseguição contra os estados do Norte e Nordeste”. A fala de Zema foi em entrevista publicada no último sábado (05/08), ao jornal Estadão.

“Desta vez ele (Zema) sugere a criação de uma ‘frente parlamentar’ para combater, no seu incipiente entendimento, perdas econômicas para nós aqui do Norte e Nordeste. Sua entrevista ao jornal Estado de São Paulo foi um show de desinformação sobre a história do Brasil e sobre a realidade econômica de um povo que historicamente foi desfavorecido”, afirmou Caio André.

Também pelas redes sociais, o presidente da CMM reforçou a importância da Zona Franca de Manaus para garantir não apenas o desenvolvimento econômico da região, mas de todo o Brasil.

“Nossa Zona Franca não é um bem apenas para Manaus e para o Amazonas, mas sim para a nação brasileira, pois segue como ferramenta que ajuda a manter a floresta amazônica, principal riqueza natural dos brasileiros, em pé, alinhada ao desenvolvimento sustentável e tecnológico do PIM. Talvez falte informação ao governador mineiro, ou é aversão, tomara que não”, enfatizou Caio André.

Não é a primeira vez que o chefe de Estado sugere uma superioridade dos estados das duas regiões do País em relação ao Norte e Nordeste.



Em junho, Zema afirmou que nas regiões Sul e Sudeste “há uma proporção muito maior de pessoas trabalhando do que vivendo de auxílio emergencial”, e que há um “setor produtivo muito mais dinâmico” nos sete estados que integram as duas regiões.

Na ocasião, Caio André afirmou que esse tipo de pensamento, além de ser retrógrado, é também preconceituoso, repudiando a fala do líder de Estado. Ele ressaltou que Manaus e o Amazonas tanto geram emprego e renda, quanto preservam a floresta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *