Polícia

Vaza conversa entre blogueira Isabelly Aurora e seu ex-marido sobre esconder dinheiro de rifas, veja

Manaus – Áudios comprometedores sobre esquema ilegal de rifas entre a influenciadora Isabelly Aurora e seu ex-marido, Paulo Victor Monteiro, foram vazados nesta quinta-feira (27). Os dois foram presos durante a 2ª fase da Operação Dracma, que investiga influencers envolvidos em esquema fraudulento de vendas de rifas em Manaus.

LEITA TAMBÉM:


A influenciadora digital Isabelly Aurora, conhecida nas redes sociais por sua atuação em diversos nichos, viu-se envolvida em uma intricada trama criminosa que a levou a ser presa na operação deflagrada no dia 5 de julho deste ano. Os investigadores da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) encontraram áudios reveladores de conversas entre Isabelly e seu ex-marido, Paulo Victor Monteiro Bastos, que apontam para a participação ativa de ambos no esquema. Em um dos áudios datado do dia 13 de maio, a influenciadora expressa sua preocupação com a operação e revela ter sido orientada pelo ex-marido.

“Eu nem devia tá te falando essas coisas. Não confio mais em ninguém. Acho que esse chip não tá grampeado, não. Que tá no teu nome. Não é possível”, disse Isabelly.

Paulo Victor questiona o motivo da preocupação, e ela responde: “mandato de busca e apreensão” e, ao ser indagada sobre o motivo, ela revela: “lavagem de dinheiro né”.

Outros áudios revelam que Paulo Victor estava ativamente envolvido na operação criminosa, auxiliando Isabelly na lavagem de dinheiro obtido através do esquema das rifas. “Não deixa dinheiro na tua conta que você vai ‘dançar’. Saque e guarde numa maleta porque o dinheiro não estraga. Guarda num canto que só tu possa saber, não fala pra ninguém e continua na rifa porque quando der ‘berro’, porque eu sei que vai dar berro, vai dar problema”, aconselhou Paulo.



O delegado Cícero Túlio, titular do 13° Distrito Integrado de Polícia (DIP), confirmou a participação de Paulo Victor no esquema: “Em relação ao Paulo Victor ele operava nesse esquema criminoso auxiliando a Isabelly na questão da lavagem de dinheiro, inclusive, diversos objetos e veículos que eram comprados por parte da Isabelly eram colocados no nome do Paulo Victor afim de dissimular a questão do escoamento dos valores. Na conta corrente dele passaram vultuosas quantias decorrentes desse esquema criminoso, configurando sua atuação na parte da lavagem de dinheiro”.

Os áudios também revelam que Paulo Victor instava a ex-mulher a declarar uma empresa, como forma de justificar os valores recebidos e ocultar a origem do dinheiro proveniente das rifas ilegais. “Tu já tem tua empresa? Já era pra tá declarada há muito tempo… Declarando uma loja aberta que tu vive daquilo… Não importa da onde o teu dinheiro veio… ‘ah, arrecadou cem ou duzentos mil’, já é pra tá com uma loja declarando renda, que nem o Picolé…Picolé foi esperto e era pra tu feito o mesmo”, disse Paulo. Em uma decisão recente, a Justiça do Amazonas concedeu prisão domiciliar a Isabelly, considerando que ela é mãe de uma criança de pouco mais de um ano e lactante.

O desdobramento do caso ainda está em curso, e os envolvidos poderão enfrentar penas rigorosas caso sejam condenados pelos crimes cometidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *