DestaqueNacional

Pastor fazia rituais de sexo e engolia sêmen de fiel para curar gastrite

Homem simulava ser um profeta capaz de evitar tragédias, como a morte de parentes dos fiéis

São Paulo – Sinval Ferreira, 41, que simulava ser um profeta capaz de evitar tragédias, como a morte de parentes dos fiéis, fazia rituais de sexo e engoliu sêmen de fiel para curar gastrite. O homem está preso preventivamente desde o dia 22 de maio por violação sexual mediante fraude e extorsão.

Utilizando-se da influência religiosa, o pastor persuadia os fiéis a participarem de rituais sexuais para evitar o cumprimento de profecias criadas por ele, até mesmo relacionadas à morte.

As investigações da Polícia Civil (PC) revelaram que em um dos casos, o criminoso chegou a engolir o sêmen de uma das vítimas sob o pretexto de curar sua gastrite e feridas estomacais. O líder religioso ainda levou um fiel para o motel para ‘ritual’ que incluía sexo oral e anal sob ameaças de morte caso a vítima se recusasse. Uma mulher de 58 anos, que seria também pastora foi apontada como auxiliar do ‘líder religioso’, ela auxiliava o autor nas ameaças e mantinha relações sexuais com os fiéis na presença do pastor.

As “unções da sacanagem”, como foram nomeadas pelas autoridades, ocorriam nas casas das vítimas, geralmente durante os cultos realizados às quartas-feiras e domingos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *