Cidade

Barraco no Busão: esposa traída ‘peita’ amante do marido na linha 010; Veja vídeo

Um vídeo impressionante que está viralizando nas redes sociais nesta quinta-feira (28). Uma mulher traída e a amante que roubou o marido dela se encontraram dentro do ônibus da linha 010 onde o barraco a motivação para a explosão do barraco, além da briga por uma lugar pra sentar, envolveu a vingança e o ressentimento de um chifre.

LEIA TAMBÉM:

Vídeo começa com uma mulher desabafando com uma idosa, se justificando sobre ter mandado o ex pra fora de casa. Ela no entanto começa a se exaltar e falar mais alto, porque no fundo do busão estava a amante que roubou seu “boy”. As indiretas se tornam cada vez menos sutis, até que a troca de xingamentos começa a acontecer entre a traída e a amante.

A briga, que começou com trocas de ofensas e gritaria, logo se transformou em um verdadeiro espetáculo de confusão. Segundo testemunhas oculares, a situação ficou ainda mais tensa quando uma das passageiras decidiu confrontar outra por um assento disputado. O que ninguém esperava era a entrada em cena de uma terceira passageira, apelidada de “a blindada”, que não hesitou em se envolver.

Foi a partir desse momento que a briga saiu do controle, com a senhora que buscava desesperadamente sentar-se e a “blindada” em um confronto corpo a corpo espetacular. Puxões de cabelo, empurrões e gritos ecoaram pelo ônibus enquanto as passageiras se enfrentavam de maneira furiosa.

No entanto, a confusão não parou por aí. Uma quarta mulher, aparentemente amiga da “blindada”, entrou na briga para defender sua colega de viagem. Ela não apenas colocou a mão na cara da senhora, mas também se envolveu em uma disputa de cabelo com ela, fazendo com que a confusão se estendesse por todo o corredor do ônibus.

Veja vídeo:



Até o momento, o destino das mulheres envolvidas permanece um mistério, e ninguém sabe ao certo quem saiu vitorioso dessa luta intensa pelo assento. A polícia local ainda não emitiu declarações sobre o incidente, e não está claro se houve consequências legais para as envolvidas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *