Polícia

Tarado que furtava calcinhas e tirava fotos por fetiche é preso

Brasil – Um homem, de 37 anos, foi preso em Doverlândia, município do Sudoeste Goiano, na sexta-feira (1º) sob uma acusação no mínimo ‘inusitada’.

LEIA TAMBÉM:

Identificado como Carlos Uchôa Neto, ele é suspeito de furtar calcinhas para usar no rosto, tirar fotos e compartilhar com outras pessoas em redes sociais.

A Polícia Militar (PM) foi acionada por duas jovens moradoras da cidade, que chegaram em casa e perceberam a porta estava danificada e alguém teria entrado no local.

Além disso, as garotas, de 20 e 16 anos, afirmaram que algumas peças de roupas tinham sumido e o vizinho seria suspeito, já que havia enviado fotos de calcinhas para algumas pessoas.

Após um dia inteiro em diligências, os policiais conseguiram localizar o homem, que confessou ter uma “tara” em furtar calcinhas e que esta não seria a primeira vez que ele cometia o delito.

Isso porque ele já teria surrupiado peças íntimas das próprias vizinhas, além de outras moradoras do município. Desta vez, ele também teria pegado um perfume e uma bolsa.



Ele foi encaminhado para uma delegacia de Caiapônia – cidade a 70 km de Doverlândia – e está à disposição da Justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *